CADASTRO  ::   CLASSIFICADOS  ::   FALE CONOSCO   ::   PARTICIPE   ::   ANUNCIE
:. Página Inicial
:. Adicionar aos Favoritos
Google
  CIENTÍFICA
  Cursos
  Fórum
  Links

 
  WEBTURMAS
  Mural

  Turmas
  
  SERVIÇOS
  
  UTILIDADES
  
 
 
Notícia 16/02/03

        AS DEZ PRINCIPAIS DESCOBERTAS PARA A ODONTOLOGIA

       A preservação da memória da qualquer atividade profissional visa destacar seus valores pessoais e suas realizações. Muitos profissionais merecem ser lembrados pelas suas descobertas e por forjar a base de outras mais.

       Graças a indivíduos criativos e perseverantes a Odontologia foi paulatinamente evoluindo, em especial a partir de 1928, graças a Pierre Fauchard, o “Pai da Odontologia Moderna”.
       Os séculos XIX e XX foram pródigos com sensacionais descobertas que trouxeram resultados profissionais bastante satisfatórios. Segundo um critério adotado e por ordem cronológica, serão citados neste artigo as dez principais descobertas que, através de suas amplas realizações, solucionaram os problemas inerentes a cavidade bucal.

1728 Dente A Pivot e outras próteses
Pierre Fauchard (1678 – 1761) publicou “Le Chirurgien Dentist ou Traité des Dents”, gerando o início de uma nova era na Odontologia, que deixou de ser empírica, passando a ser científica.
Inovou na pesquisa, criando instrumentos e engenhosos trabalhos de prótese, sendo justamente considerado o “Pai da Odontologia Moderna”.
1788 Prótese e dentes de porcelana
Embora o criados da “massa mineral” tenha sido o farmacêutico Alexis Duchâteau (1714 – 1792), o dentista francês Nicholas Dubois de Chémant aperfeiçoou e executou-lhe uma prótese em porcelana. Reúne inúmeras vantagens sobre as que existiam na época, feitas de marfim de hipopótamo ou de osso de boi.
Obs: Guiseppangelo Fonzi, dentista italiano residente em Paris, criou em 1830 os dentes de porcelana.
1826 Forceps
Os boticões, foram criados pelo dentista norte-americana Cyrus Fay, radicado na Inglaterra. Foi o primeiro a idealizar estes instrumentos com a conformação anatômica dos dentes abraçando perfeitamente o colo.
Por esta invenção, a Sociedade de Artes em Londres entregou-lhe uma medalha de prata.
1848 Vulcanite
A vulcanização da borracha em 1840 (cautchu em combinação a quente com enxofre) deve-se ao americano Charles Goodyear (1800 – 1860).
Na odontologia, a primeira prótese com vulcanite foi realizada pelo dentista de Filadelfia, Thomas Wiltberber Evans (1823 – 1897) então radicado na França. De 1848 a 1940 foi o material mais utilizado para a confecção de próteses totais e parciais.
1871 Trépana a pedal
James Beal Morrison, dentista de St. Louis (EUA) em 17/02/1871 patenteou o primeiro trépano movido a pedal, iniciando a terapêutica conservadora no sentido moderno.
George F. Green, no ano seguinte, foi o primeiro a demonstrar o motor elétrico adaptado ao trépano, num Congresso da ADA na Niagara Fall (EUA).
1895 Raio X
Em 08/11/1895, Wilhelm Conrad Roentgen (1845 – 1923), descobre os raios X no Instituto de Física em Würzburg, Alemanha.
A notável invenção tornou possível a aplicação desta nova forma de energia em todas as especialidades médicas, revolucionando o diagnóstico.
Dado estas e outras utilidades, foi considerado “Benemérito da Humanidade”, recebendo em 1901 o Prêmio Nobel de Física (o primeiro a receber esta consagrada homenagem).
1936 Resina acrílica
As resinas acrílicas foram introduzidas em 1934 como termoplásticas, interpolimerizadas com vinilresinas – Neohekolite – e puras em 1935, ainda como termoplásticos, com o nome de Kallodent. Só obtiveram êxito quando se apresentaram em forma de pó e líquido – Paladon – em 1937. Segundo Osborne, Kulzer (alemão) já havia patenteado a forma pó-líquido em 1935.
Estas resinas substituiram com inúmeras vantagens a vulcanite usada por mais de 90 anos em praticidade de trabalho, estética, resistência e higiene.
1956 Alta rotação
O trépano a pedal imprimia algumas centinas de rotações por minuto. O motor elétrico, aproximadamente 4.000 rpm. Em 1946 o Coronel Dr. Carlos Schnessler, dentista do exército dos EUA consegue 9.000 rpm. Um ano após, Richard W. Page, dentista de Chappaqua, Estado de Nova York, obtém surpreendente resultado com um torno de quatro velocidades, que ia de 15.000 a 200.000 rpm.
Porém, só em 1956 surge a “Alta Rotação” eliminando-se as correias de transmição e engrenagens, sendo colocado uma pequena turbina refrigerada a ar ou a água no contra-ângulo, que gira entre 200.000 a 300.000 rpm.
1962 Resinas compostas
Até 1950, o silicato, descoberto em 1904, era o material de eleição para restaurações estéticas. Foi continuamente aprimorado, mas as pesquisas continuavam a procurar um produto de melhor padrão.
Destacamos em seqüência cronológica:
1962 – Resina composta pó-líquido Bis GMA
1965 – Resina composta pasta-pasta – Adaptic
1970 – Resina composta fotopolimerizável
1976 – Ionômero de Vidro
1978 – Resina com micro-partículas – Isopast e Silux
1979 – Substâncias polimerizadas pela luz halógena VLC (Visible Light Curing)
1980 – Resina híbrida – Herculite
1983 – Resina Dical Cure, de dupla polimerização – Vivadent
1986 – Resina micropartícula melhorada (Silux Plus Perfection – Durafil VS)
1988 – Adesivos dentinários
1991 – Adesivos de 4ª geração
Existem outros materiais mas ainda estão na fase de testes.

fonte: Jornal da APCD, Agosto de 1998.
Texto de Elias Rosenthal.

PARTICIPE
Envie seus artigos para a equipe webodonto.com e veja eles publicados.
CONSULTE
Agora temos o DEF on-line para consulta a qualquer momento.
CURSOS
Curso de Atualização promovido pela Universidade de Passo Fundo.
DOWNLOADS
Novo Código de Ética Odontológico em vigor desde 20 de maio de 2003.
CONGRESSOS
Os principais congressos nacionais e internacionais estão agendados aqui!!
 

IMPRIMIR   ::   TOPO   ::   PÁGINA INICIAL   ::   FALE CONOSCO   ::   ANUNCIE
Todos os direitos reservados. Copyright© 2002/2005, www.webodonto.com ®