SITE ODONTOLOGIA BRASIL
 
 

CADASTRO  ::   CLASSIFICADOS  ::   FALE CONOSCO   ::   PARTICIPE   ::   ANUNCIE
:. Página Inicial
:. Adicionar aos Favoritos
Google
  CIENTÍFICA
  Cursos
  Fórum
  Links

 
  WEBTURMAS
  Mural

  Turmas
  
  SERVIÇOS
  
  UTILIDADES
  
 
 
Notícia 11/07/05

PESQUISADORES TESTAM NOVA TÉCNICA PARA DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE BOCA

Estudos realizados no Centro de Óptica e Fotônica do Instituto de Física da USP de São Carlos (IFSC) mostram a viabilidade de uso da espectroscopia de fluorescência na detecção do câncer epidemóide, que atinge regiões como a língua e os lábios. O procedimento poderá significar mais confiabilidade e rapidez nos diagnósticos. A pesquisas foram realizadas em hamsters e, ainda este ano, poderão ser feitos testes em humanos.


Espectropia de fluorescência é testada com sucesso em animal de laboratório

Atualmente, o diagnóstico deste tipo de câncer é feito por meio da retirada de uma amostra do tecido lesado que é analisada por um patologista. "Este profissional é quem vai diagnosticar se lesão é maligna ou benigna", aponta a dentista Cristina Kurachi, que em sua pesquisa de doutorado avaliou a eficiência da técnica no tratamento do câncer na língua induzido quimicamente nos animais.

"Sabemos que os resultados dos patologistas têm altas porcentagens de acerto, mas nossos experimentos mostram que a espectroscopia de fluorescência é mais segura, diminuindo o grau de subjetividade da análise, e pode fornecer resultados em tempo real", diz.

Em seu estudo, a pesquisadora utilizou uma sonda composta por um conjunto de fibras óticas que conduzem a luz laser e coletam a fluorescência do tecido. "A sonda de investigação com cerca de 2 milímetros (mm) de diâmetro é composta por uma fibra central, que leva o laser, e outras seis ao redor que coletam a fluorescência emitida pelo tecido. Ao toque da sonda no tecido já temos a resposta e as informações que podem nos trazer indícios se o tecido é neoplásico ou normal", explica Cristina.

Segundo a pesquisadora, a energia entregue provoca a excitação das biomoléculas do tecido lesado. "Após a excitação, ao retornarem ao estado mais estável (fundamental), as biomoléculas liberam energia, também na forma de luz, permitindo que seja feita a caracterização da lesão", descreve. A fluorescência coletada é então enviada a um espectrômetro que analisa a intensidade e os comprimentos de onda da luz coletada.

Os pesquisadores determinaram identidades espectrais do carcinoma para possibilitar a discriminação entre normal e neoplásico. "A resposta dependerá dos compostos bioquímicos do tecido e como eles estão distribuídos", conta Cristina. "Uma neoplasia apresentará então uma fluorescência diferente do tecido normal."

Aplicações
Cristina acredita que, em breve, a técnica estará disponível para ser utilizada clinicamente. "Podemos imaginar um aparelho que, ao toque da fibra na região lesionada, nos forneça, em tempo real, informações adicionais sobre o tipo de lesão, auxiliando o clínico no diagnóstico", diz.

Ela conta que essa técnica já vem sendo aplicada em pacientes com lesões no fígado, em colaboração com a Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto. A tese de Cristina intitulada Espectroscopia de fluorescência na detecção de lesões quimicamente induzida por agentes carcinogênico na borda lateral da língua , recebeu duas premiações na área de diagnóstico, em 2003 e 2004, durante reuniões da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica. O estudo foi feito em colaboração com a Faculdade de Odontologia da UNESP de São José dos Campos e foi orientado pelo professor Vanderlei Salvador Bagnato.

fonte: Agência USP, Junho de 2005.
PARTICIPE
Envie seus artigos para a equipe webodonto.com e veja eles publicados.
CONSULTE
Agora temos o DEF on-line para consulta a qualquer momento.
CURSOS
Curso de Atualização promovido pela Universidade de Passo Fundo.
DOWNLOADS
Novo Código de Ética Odontológico em vigor desde 20 de maio de 2003.
CONGRESSOS
Os principais congressos nacionais e internacionais estão agendados aqui!!
 

IMPRIMIR   ::   TOPO   ::   PÁGINA INICIAL   ::   FALE CONOSCO   ::   ANUNCIE
Todos os direitos reservados. Copyright© 2002/2005, www.webodonto.com ®